Agenda
18, 19 e 20 de maio
Espetáculo apresentado no Teatro Gustavo Leite dias 18, 19 e 20 de maio com Denise Fraga, Tuca Andrada e grande elenco
Compre on-line
 

“Encenar a Visita depois de A Alma Boa e Galileu é quase como finalizar uma trilogia”, diz Denise Fraga.  “A trilogia de nosso eterno dilema entre a ética e o ganha pão.”

Em A Alma Boa de Setsuan, de Bertolt Brecht, espetáculo visto por mais de 220 mil pessoas, entre os anos de 2008 e 2010, a personagem principal perguntava: “Como posso ser boa se eu tenho que pagar o aluguel? Como posso ser bom e sobreviver no mundo competitivo em que vivemos?” Em Galileu Galilei, também de Brecht, espetáculo que esteve um ano e oito meses em cartaz e foi visto por mais de 140 mil pessoas, o tema é revisitado: Como posso ser fiel ao que penso sem sucumbir ao poder econômico e político vigente? Como manter meus ideais comprando meu vinho bom?

Agora chega A Visita da Velha Senhora, com 13 atores em cena, em que Friedrich Dürrenmatt expõe a fragilidade de nossos valores morais e de nossa noção de justiça quando a palavra é dinheiro. A protagonista da peça é quase a encarnação mítica do poder material, a milionária Claire Zachanassian, vivida por Denise Fraga, que com seu bilhão põe em xeque a cidade de Güllen.

O espetáculo cumpriu temporada em São Paulo e Rio de Janeiro e Belo Horizonte e  estará em cartaz nos dias 18, 19 e 20 de maio, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções. O espetáculo tem  patrocínio do Bradesco, parceiro e patrocinador de “Alma Boa de Setsuan” e “Galileu Galilei”, e realizado em Maceió através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, pela NIA Teatro, Ministério da Cultura e Governo Federal.

A direção é do cineasta Luiz Villaça, que depois do sucesso de Sem Pensar, de Anya Reiss, e A Descida do Monte Morgan, de Arthur Miller, retorna mais uma vez ao teatro. A montagem tem a sofisticação de contar com cenários e figurinos do mineiro Ronaldo Fraga, que foi o vencedor da 30ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo. A batuta do maestro Dimi Kireeff, na direção musical, o desenho de luz de Nadja Naira, da companhia brasileira de teatro, Lucia Gayotto na preparação vocal, Keila Bueno nas coreografias e preparação Corporal e Simone Batata, no visagismo.

A Visita da Velha Senhora teve nominações ao Prêmio Shell nas categorias Melhor Atriz (Denise Fraga) e Melhor Figurino (Ronaldo Fraga) e ao Prêmio Aplauso Brasil nas categorias Melhor Atriz (Denise Fraga), Melhor Direção (Luiz Villaça), Melhor Arquitetura Cênica (Ronaldo Fraga) e Melhor Espetáculo Independente.

O enredo é aparentemente simples. Os cidadãos de Güllen, uma cidade arruinada, esperam ansiosos a chegada da milionária que prometeu salvá-los da falência. No jantar de boas-vindas, Claire Zachanassian impõe a condição: doará um bilhão à cidade se alguém matar Alfred Krank, o homem por quem foi apaixonada na juventude e que a abandonou grávida por um casamento de interesse. Ouve-se um clamor de indignação e todos rejeitam a absurda proposta.  Claire, então, decide esperar, hospedando-se com seu séquito no hotel da cidade.

A partir dessa premissa, o suíço Friedrich Dürrenmatt nos premia com uma obra-prima da dramaturgia, construindo uma rede de cenas que se entrelaçam, cheias de humor e ironia, um desfile de personagens humanos e reconhecíveis que pouco a pouco, vão escancarando a nossa fragilidade diante do grande regente de nossas vidas: o dinheiro. Quem mata Krank?  Cairá Güllen na tentação de satisfazer o desejo de vingança da milionária?  Ou fará justiça?  O que é fazer justiça?  Até que ponto a linha ética se molda ao poder dinheiro?

Dürrenmatt caracteriza A Visita da Velha Senhora como uma comédia trágica e com seu humor cáustico nos pergunta: Até onde nos vendemos para poder comprar? Como o poder e o dinheiro vão descaracterizando os nossos ideais?   Por outro lado, quanto nos custa a não submissão?  O texto se desenrola abrindo ainda outros ramos de reflexão. Dürrenmatt era completamente obcecado pela questão da justiça e as sutilezas de suas fronteiras. O que é justo? O que significa justiça em nossos tempos? Até que ponto o valor moral da justiça se adequa ao poder?  Reconhecível no Brasil nos dias de hoje? A Visita da Velha Senhora expõe questões que sempre estiveram em pauta na história da humanidade, mas que caem como uma luva em nossos tão tristes tempos.

Ficha Técnica:
Autor: Friedrich Dürrenmatt
Stage rights by Diogenes Verlag AG Zürich
Tradução: Christine Röhrig
Adaptação: Christine Röhrig, Denise Fraga e Maristela Chelala
Direção Geral: Luiz Villaça
Direção de Produção: José Maria
Elenco: Denise Fraga, Tuca Andrada, Fábio Herford, Romis Ferreira, Eduardo Estrela,
Maristela Chelala, Renato Caldas, Beto Matos, David Taiyu, Luiz Ramalho, Fernando Neves,
Fábio Nassar e Rafael Faustino
Direção de Arte: Ronaldo Fraga
Direção Musical: Dimi Kireeff
Trilha Sonora Original: Dimi Kireeff e Rafael Faustino
Desenho de Luz: Nadja Naira
Produção Executiva: Marita Prado
Preparação Corporal e Coreografias: Keila Bueno
Direção Vocal: Lucia Gayotto
Preparação Vocal: Andrea Drigo
Visagismo: Simone Batata
Assistente de Direção: André Dib
Assistente de Produção: Musical Nara Guimarães
Engenheiro de Mixagem: Fernando Gressler
Camareira: Cristiane Ferreira
Assistente de Iluminação e Operador de Luz: Robson Lima
Operador de Som: Janice Rodrigues
Cenotécnicos: Jeferson Batista de Santana, Edmilson Ferreira da Silva
Assessoria Financeira: Cristiane Souza
Fotografia: Cacá Bernardes
Making Off: Pedro Villaça e Flávio Torres
Redes Sociais: Nino Villaça
Programação visual: Gustavo Xella
Assessoria de Imprensa MCZ: Sue Chamusca Arte e Assessoria
Projeto realizado através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
Produção Original: SESI-SP | FIESP
Patrocínio Exclusivo: Bradesco
Realização: NIA Teatro, Ministério da Cultura e Governo Federal

SERVIÇO
A Visita da Velha Senhora
Com Denise Fraga, Tuca Andrada,
Fábio Herford, Romis Ferreira,
Maristela Chelala, Renato Caldas, Eduardo Estrela, Beto Matos, Luiz Ramalho,
Rafael Faustino, David Taiyu, Fábio Nassar e Fernando Neves
Dias 18, 19 e 20 de maio
Sexta e sábado, às 20h; Domingo, às 18h
Teatro Gustavo Leite
Rua Celso Piatti, s/n
Classificação:
14 anos
Duração: 120 min
Gênero: Comédia Trágica

Ingressos:
Plateia: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia-entrada)
Mezanino: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia-entrada)
Vendas:
Livraria Leitura (Maceió Shopping e Parque Shopping)
Soraya Farias Acessórios (Rua Eng. Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde)
www.eventim.com.br
Info: 82 3235-5301
Site: www.suechamusca.com.br
E-mail: [email protected]
Face: fb.com/suechamusca
Instagram: @suechamuscaoficial
WhatsApp: 82 99928-8675

17 de fevereiro
Banda Cazuadinha comandará do início ao fim na folia dos pequenos que acontecerá no dia 17 de fevereiro no Centro de Convenções
 

A Banda Cazuadinha já prepara repertório especial para  O Bailinho, a matinê infantil mais querida do Estado. A folia  acontecerá no domingo, dia 17 de fevereiro,  no Pavilhão de Feiras e Exposições do Centro de Convenções de Maceió. Os portões vão estar abertos a partir das 16 horas. No local será montada praça de alimentação, como muitas guloseimas, sucos e refrigerantes.

Para este ano teremos duas novidades: a Banda Cazuadinha comandará a festa do início ao fim e teremos a participação do Mascote do grupo, o simpático e endiabrado Seu Kazoo.

Como toda criança adora ver a bola rolando, escolhemos o Futebol como tema deste ano. E, cá para nós, não poderia ser mais oportuno, já que Alagoas experimenta  uma de suas melhores fases no gramado em décadas. A rainha Marta recebeu pela 6ª vez o título de melhor jogadora do mundo; o jogador Roberto Firmino é um dos destaques da Seleção Brasileira e atua com louvor no Liverpool;  e o CRB vem conseguiu permanecer na Série B e tem trabalhado duro  para ascender no campeonato 2019.

A Banda Cazuadinha nasceu há 7 anos, justamente para ser a grande atração do O Bailinho. É formada por: Roberta Aureliano (voz), Thiago Trindade (guitarra), Paulinho Keita (percussão), Nicolas Coelho (violino), Josemar Tatá  (baterista), Fabricio Rossi (baixo)  e Carla Farias (bailarina).

SERVIÇO
X O BAILINHO -  Matinê Infantil – Cazuadinha Futebol Clube
Centro de Convenções de Maceió
17 de fevereiro de 2019
 – domingo
Abertura da casa: a partir das 16h

Ingressos: Mesas R$ 380,00 (para até 4 adultos e 4 crianças)
Individuais: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira)

OBS: pagam meia-entrada: crianças (a partir de 2 anos), acompanhantes da criança, professores, maiores de 60, estudante e pessoas deficientes.

Vendas on line: www.eventim.com.br

Pontos de venda:
Loja Aimê Acessórios  – Rua Eng. Mário de Gusmão, 507, Ponta Verde
Livraria Leitura -  Parque Shopping – 1º andar

Formas de pagamento: Cash / débito / crédito em até 2 X.
Info: 82 3235-5301
Site: www.suechamusca.com.br / www.bailepitanguinha.com.br
E-mail: [email protected]
Face: fb.com/suechamusca
Instagram: @suechamuscaoficial/@bandacazuadinhaoficial
WhatsApp: 82 99928-8675

 

 

15 de fevereiro
Folia tradicional das prévias de carnaval tem como tema o futebol e homenageia personalidades emblemáticas alagoanas
 

O Baile de Máscaras dos Seresteiros da Pitanguinha 2019  vai ter um lugar especial no coração dos foliões. Chegamos a 16 ª edição e estamos preparando uma festa  contagiante para marcar com muita alegria o nosso aniversário.

A nossa folia em 2019 acontecerá no dia  15 de fevereiro, no Centro de Convenções de Maceió.  O futebol é o tema inspirador deste ano. E, cá para nós, não poderia ser mais oportuno, já que Alagoas experimenta  uma de suas melhores fases no gramado em décadas. A rainha Marta recebeu pela 6ª vez o título de melhor jogadora do mundo; o jogador Roberto Firmino é um dos destaques da Seleção Brasileira e atua com louvor no Liverpool;  e o CRB vem conseguiu permanecer na Série B e tem trabalhado duro  para ascender no próximo campeonato.

Com muito confete e serpentina Seresteiros da Pitanguinha e  SPOK Frevo Orquestra do Recife vão fazer o chão tremer de alegria e felicidade até surgirem os primeiros raios de sol.

XVI BAILE DE MÁSCARAS DOS SERESTEIROS DA PITANGUINHA  - Serenata da Pitanguinha Futebol Clube
Local: Centro de Convenções de Maceió
Data: 15 de fevereiro
Abertura da casa: 22h
Atrações: Seresteiros da Pitanguinha
Maestro Spok e Orquestra Recife

Ingressos
Individuais: R$ 50,00 (meia-entrada) e R$ 100,00 (inteira)
Mesas: R$ 500,00 (para 4 pessoas)

Forma de pagamento: em dinheiro, debito ou crédito em até 2 X
Vendas on line: www.eventim.com.br

Pontos de venda:
Aimê Acessórios – Rua Mário de Gusmão, 507 – Ponta Verde
Livraria Leitura – Parque Shopping  – 1º andar

Formas de pagamento: cash / débito / crédito em até 2 X
Info: 82 3235-5301

Site: www.suechamusca.com.br / www.bailepitanguinha.com.br
E-mail: [email protected]
Face: fb.com/suechamusca
Instagram: @suechamuscaoficial
WhatsApp: 82 99928-8675