Agenda
10 e 11 de setembro
Apresentações acontecerão nos dias 10 e 11 de setembro, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió
Compre on-line
 

A tríade “O poeta, a canção e o tempo” conduz um musical que abraça uma carreira de sucesso. Sem pretensões biográficas, uma grande homenagem aos 50 anos de carreira de um dos maiores ícones da música brasileira é feita através de sua própria obra, ora falada, ora cantada por oito atores músicos multi-instrumentistas. “Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical” lança um olhar contemporâneo às canções do artista, que refletem sobre seu tempo, a história da música nacional e do próprio país.

Sucesso de público e de crítica por onde passa, Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical poderá ser conferido dias 10 e 11 de setembro, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió.

Na dramaturgia e direção geral, o premiado Gustavo Gasparani – que estudou todas as letras, ouviu todos os discos e leu todos os livros publicados sobre Gilberto Gil antes de finalmente conceber esta homenagem – cuidou de trazer para o espetáculo o lugar de risco e ousadia presente na carreira do compositor, sem deixar de lado a delicadeza que sempre o acompanhou. O resultado é uma montanha russa de emoções que podem ser sentidas pelo público durante toda a apresentação, em um musical único e imperdível.

Ao longo do espetáculo, as letras tantos anos cantadas por Gil mostram, além de poesia, seu lado teatral. São elas que dão o tom dramatúrgico de 11 blocos temáticos que passeiam pela sua origem musical, o movimento tropicalista, a negritude, amor, religiosidade, tecnologia, futurismo, entre outros assuntos que marcam as composições deste ícone da MPB. Em todos eles, “vida e morte” estão inseridas como dupla central e indispensável, tal qual Gil fez em toda sua trajetória.

As canções em sua forma original, com todos os arranjos, tons e semitons, também não ficam de fora. Ao todo, 55 músicas são cantadas total ou parcialmente pelos atores/músicos, que tocam 39 diferentes tipos de instrumentos em cena. Projeções em vídeo trazem o lado multimídia para o palco, ajudando a ambientar os momentos retratados.

Para deixar o espetáculo ainda mais sensorial, os atores narram em cena depoimentos pessoais sobre a influência da obra do compositor em sua carreira e vida pessoal. Esses trechos são os únicos que não pertencem às letras de músicas de Gil e, entrelaçados ao texto do musical, misturam ficção e realidade e mostram como as produções do artista dialogam com a vida de tantas pessoas.

SERVIÇO:
Espetáculo: Gilberto Gil – Aquele Abraço, o musical – O Poeta, A Canção e o Tempo
Local: Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió – Rua Celso Piatti, S/N -  Jaraguá
Dias/horários: 10/09 às 21h  e 11/09 às 20h
Classificação etária: 12 anos
Ingressos:
Plateia A – R$ 130,00 (inteira) e R$ 65,00 (meia)
Plateia B – R$ 110,00 (inteira) e R$ 55,00 (meia)
Mezanino A – R$ 90,00 (inteira) e R$ 45,00 (meia)
Mezanino B – R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)

Descontos: Avianca: 30% sobre o valor da inteira. Limite de compra com desconto: 2 ingressos

Vendas on line: www.eventim.com.br
Formas de pagamento: cash / débito / rotativo / parcelado em 2 vezes
Infos: (82) 3235-5301 / 99928-8675
Insta: @suechamuscaoficial
Site: www.suechamusca.com.br
Face: fb.com/suechamusca
Whats: (82) 99925-7299

Números e Curiosidades
- 536 horas de ensaio durante os 3 meses de preparação
- 55 música cantadas e tocadas total ou parcialmente
- 39 músicas faladas em forma de texto
- 60 instrumentos, sendo 39 tipos diferentes
- 48 microfones
- Tudo é tocado unicamente pelos atores em cena
- Cada ator tem um único figurino composto por peças trabalhadas com tingimento e bordado
- O espetáculo é multimídia, com projeções em vídeo em elementos do cenário
- O autor e diretor Gustavo Gasparani estudou as letras, ouviu todas músicas e leu todos os 20 livros publicados sobre Gilberto Gil antes de escrever o musical
- Os únicos textos que não são letras de músicas do Gil são depoimentos pessoais dos atores

Ficha Técnica:
Autoria e Direção Geral: Gustavo Gasparani
Produção Geral: Sandro Chaim
Direção Musical e Arranjos: Nando Duarte
Direção de Movimento e Coreografia: Renato Vieira
Cenografia: Helio Eichbauer
Figurino: Marcelo Olinto
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Designer de Luz: Branco Ferreira
Videografismo: Thiago Stauffer / Studio Prime
Preparação e Arranjos Vocais: Maurício Detoni
Assistente de Direção: Pedro Rothe
Cenógrafa Assistente e Produtora de Cenografia: Marieta Spada
Assistente de Coreografia: Marluce Medeiros
Figurinista assistente e Produtor de Figurino: Almir França
Visagismo: Marcio Mello
Assistente de Iluminação: Darihel de Souza
Diretor Residente: Cristiano Gualda
Preparador Vocal: Pedro Lima
Diretor de Produção: Giba Ka
Gerente de Produção: Paula Rollo
Produção Executiva: Felipe Argollo
Assistente de Produção: Débora Rocha
Assessoria de Imprensa: Ju Mattoni Comunicação
Elenco: Alan Rocha, Cristiano Gualda, Daniel Carneiro, Gabriel Manita, Jonas Hammar, Luiz Nicolau, Pedro Lima, Rodrigo Lima
Produtores Associados: Sandro Chaim e Rose Dalney
Apresentado por: Ministério da Cultura, Governo de São Paulo e Secretaria da Cultura
Lei de Incentivo à Cultura, Proac SP
Patrocínio: Sulamérica, Sem Parar e Atlas Schindler
Apoio: Aberflex, Cia Tech, JSL
Transportadora Oficial: Avianca Brasil
Realização: RGA Produções Culturais, Miniatura 9, Chaim Produções, Governo de São Paulo, Ministério da Cultura e Governo Federal Pátria Educadora

19 a 21 de agosto
Maceió está incluída na nova turnê do espetáculo que já percorreu as principais cidades do Brasil. Apresentações dias 19, 20 e 21, no Teatro Deodoro
 

O espetáculo já foi visto por mais de 90 mil espectadores no ano passado, após percorrer 12 capitais brasileiras. Neste ano mais 15 capitais serão visitadas, tornando-se o primeiro espetáculo musical a realizar turnê por todas as capitais do Brasil. O espetáculo destaca a carreira de uma das vozes mais marcantes da MPB. As apresentações irão ocorrer nos dias 19, 20 e 21 de agosto no Teatro Deodoro.

Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher”. Os versos de Renato Russo que Cássia Eller cantou por tantos anos falam muito sobre a personalidade da artista, uma verdadeira fera nos palcos, mas que podia ser um bicho arredio fora dele. Mulher de poucas palavras, cantora de infinitos sons e uma voz tamanha, doce e amiga na vida, foi forte e surpreendente na arte. Com menos de 40 anos de vida e 20 de carreira, Cássia Eller partiu no auge e deixou uma obra eterna.

O musical tem direção de João Fonseca e Viniciús Arneiro, idealização de Gustavo Nunes e produção da Turbilhão de Ideias Entretenimento. O texto é de Patrícia Andrade, que flagra Cássia ainda antes do início da carreira e acompanha toda a sua trajetória musical – dos primeiros passos como cantora em Brasília a sua explosão nacional – sem deixar de lado seus amores, em especial Maria Eugênia, sua companheira com quem criou o filho Chicão. A autora fez um amplo mergulho na obra de Cássia e entrevistou familiares e amigos que a ajudaram a construir um mosaico fiel sobre a história da cantora.

A direção musical é de Lan Lanh, que tocou anos com Cássia e tem total propriedade na obra da cantora. O roteiro passeia desde uma criação autoral quase obscura, como Flor do Sol, até algumas canções que ficaram imortalizadas por ela, como Malandragem (Cazuza/Frejat), Socorro (Arnaldo Antunes/Alice Ruiz) e Por Enquanto (Renato Russo). O amigo Nando Reis, que é também personagem do espetáculo, comparece com várias composições no repertório, como All Star, O Segundo Sol, Relicário, Luz dos Olhos e E.C.T., entre outras.

O papel-título é interpretado por Tacy de Campos, atriz e cantora de Curitiba que foi escolhida entre mais de 1000 candidatas que se inscreveram para as audições, quando foi definido também todo o elenco, que conta ainda com Eline Porto, Emerson Espíndola, Juliane Bodini, Jana Figarella, Jandir Ferrari, Thainá Gallo.

A banda é formada por Felipe Caneca (pianista), Pedro Coelho (baixista), Diogo Viola (guitarrista), Mauricio Braga (baterista) e Fernando Caneca (violonista). A ficha técnica do espetáculo completa-se com os figurinos de Marília Carneiro e Lydia Quintaes, iluminação de Maneco Quinderé, cenários de Nello Marrese e Natália Lana e direção de movimento de Márcia Rubin.

ELENCO
Tacy de Campos
(Cássia Eller)
Eline Porto (Cláudia/Eugênia)
Emerson Espíndola (Ronaldo/Marcelo Saback/Elder/Executivo/ Nando Reis),
Juliane Bodini (Nanci Eller/Ana),
Jana Figarella (Rúbia/Dora/Cássia Eller)
Jandir Ferrari (Altair Eller/ Oswaldo Montenegro/ Violonista/ Empresário/ Guto/ Fernando Nunes),
Thainá Gallo (Moema/Lan Lan)

SERVIÇO
Espetáculo: Cássia Eller – O Musical
Local: Teatro Deodoro
Datas e Horários:
19 de agosto às 20h
20 de agosto às 20h
21 de agosto às 19h

Classificação etária: 14 anos
Duração: 130 minutos
Gênero: Musical
Valor dos Ingressos: a partir de R$ 25,00
50 % de desconto para clientes Banco do Brasil Seguridade, detentores de seguros, previdência ou captalização do Banco do Brasil. Desconto não cumulativo. Válido para até 02 ingressos por CPF.
20% da lotação do teatro é vendida a preços populares em todas as apresentações: R$ 50,00 inteira e R$ 25,00 meia entrada.

VENDAS
Bilheteria do Teatro – De terça a sexta de 14h as 18h. Sábados, domingos e feriados somente quando houver eventos no teatro. Pagamento em dinheiro, débito e crédito. E pela internet através do site www.compreingressos.com.br