Agenda
11 de setembro às 21h
Cantora apresenta novas canções no dia 11 de setembro, às 21h, no Teatro Gustavo Leite
Compre on-line
 

Por onde eu for é o novo show de Leila Pinheiro em que ela apresenta, pela primeira vez, o repertório do recém-lançado EP/CD “Por onde eu for” (Tacacá Music), selo de Leila.

Neste espetáculo, a cantora e pianista paraense divide o palco com David Feldman, inaugurando um duo de pianos/teclados há muitos anos desejado por ela. Em Maceió, Leila fará uma única apresentação dia 11 de setembro, às  21h, no Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções.

No repertório do show, as canções inéditas do novo CD, um vasto repertório que revisita seus 35 anos de carreira comemorados este ano e versões pessoais para canções de Gilberto Gil, Herbert Vianna, Nando Reis e Tim Bernardes, do grupo paulistano O Terno.

André Vasconcellos, baixista que tocou com Leila em 2005 na turnê do CD “Nos horizontes do mundo”, produziu o novo CD e assina a direção musical do show.

Uma das grandes vozes da música brasileira, Leila gravou 19 álbuns e três DVDs. E, pela primeira vez, escolheu fazer uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) para a gravação do CD.

- “Me encantei com a possibilidade de ampliar a rede de pessoas que se interessam pela minha música e querem estar mais perto de mim, fazendo acontecer o que gostam e acreditam. É tudo muito novo e adorei o desafio”, conta Leila. “A receptividade à campanha foi estimulante, numa corrida contra o tempo curto de apenas dois meses. Tudo deu certo desde o início, pela divulgação do novo CD, o interesse real de um novo público pelo meu trabalho e a proximidade maior com os fãs que me acompanham  há 35 anos”.

O CD traz músicas inéditas de Adriana Calcanhotto, “Por onde eu for”, de Marina Lima e Márcio Tinoco, “Chega pra mim”, de Zélia Duncan, que participa do CD e inaugura parceria com Leila, “Todas as coisas valem”, e regrava um Guilherme Arantes recentíssimo, “Você em mim”, com arranjo bossanovista.

As quatro canções gravadas foram escolhidas por Leila depois de uma vasta “garimparem” e um mergulho no “arquivo de raridades” de José Pedro Selistre (o DJ Zé Pedro) que coleciona pérolas musicais e é amigo de Leila há muitos anos.

O show estreiou em São Paulo, com participação especial de Dani Black, e passou por Belo Horizonte, recebendo como convidados especiais o violonista Thiago Delegado e Fernanda Takai e no Rio de Janeiro teve as participações do sanfoneiro Mestrinho, do violonista Jean Charnaux e Thiago Amud, além da amiga e parceira Zélia Duncan.

SERVIÇO

LEILA PINHEIRO – show Por onde eu for
Teatro Gustavo Leite – Centro de Convenções de Maceió
11 de setembro
21h
Indicação etária: 10 anos

Ingressos:
Plateia : R$ 40,00 (meia) e R$ 80,00 (inteira)
Mezanino: R$ 30,00 (meia) e R$ 60,00 (inteira)

Formas de pagamento: cash / débito / crédito em até 2 X
Info: 82 3235-5301 / 99928-8675 / info@suechamusca.com.br  / @suechamuscaoficial

 

 

 

10 e 11 de outubro
Com direção de Marília Pêra e contando com Cássio Reis no elenco, espetáculo encerra temporada nacional com 2 apresentações no Teatro Deodoro
 

A atriz Silvia Pfeifer, que recentemente esteve  no ar na novela da rede Globo (Alto astral como a vilã Ursula, e  O Rei do Gado, como Léa Mezenga) Fará as duas ultimas apresentações do espetáculo “Callas” no palco do Teatro Deodoro em Maceió.

Há um ano e dez meses em cartaz, o espetáculo já passou por 48 cidades Brasileiras, além de temporada no Rio de Janeiro e São Paulo. Agora chega a Maceió onde fará suas duas ultimas sessões, encerrando a longa turnê.

CALLAS é a montagem de um documentário vivo com os comoventes relatos de uma artista iluminada pelos Deuses e de uma frágil mulher em busca de amor.

Marília Pêra, que interpretou a diva em ‘Master Class’, de 1996, volta se debruçar sobre a vida da cantora dezenove anos depois, dirigindo Silvia Pfeifer e Cássio Reis no espetáculo ‘Callas’, texto inédito de Fernando Duarte, que assinou “À beira do abismo me cresceram asas”, e “Orgulhosa demais frágil demais.

Nesta obra teatral, partilhamos as dúvidas e medos de uma mulher que por amor, esteve disposta a renunciar à sua maravilhosa voz. Era “La Divina Callas”, a imperatriz do Bel Canto, e deixou como herança uma voz imortal. Nada se compara ao poder de sua voz. A diva das divas, única, uma força da natureza. A indomável Callas, geniosa, intempestiva, era regida pelos sentimentos.

Em 16 de setembro de 1977, o mundo perdeu Maria Callas aos 53 anos, vitima de um ataque cardíaco. Sua história de vida foi tão dramática quanto as personagens que interpretou nas óperas. A maior soprano da história e um dos maiores mitos do século XX, que teve sua vida marcada por glórias e tragédias, completaria 92 anos no dia 02 de dezembro de 2014. Ela revolucionou a história da ópera e ainda hoje é considerada a maior cantora lírica de todos os tempos.

Callas foi vitima do estrelato e sua trajetória mostra como os sonhos se constroem e se desfazem ao longo da vida.

O ESPETÁCULO

Paris, 15 de setembro de 1977, um dia antes do falecimento, Maria Callas vai ao encontro do jornalista e amigo John Adams para ajudar na organização da abertura de uma exposição sobre sua vida e carreira. Entre figurinos, joias, quadros, discos e imagens, a cantora lembra da sua trajetória gloriosa no mundo lírico e aos poucos vai se desarmando, tira a máscara e mostra o abismo que sempre existiu entre a diva do palco e a mulher do dia a dia. Fala da carreira de sucesso, do fim do casamento, do conturbado relacionamento com Aristóteles Onassis, da morte do filho, entre outros assuntos que surgem no decorrer do encontro.

Silvia Pfeifer empresta suas autoridade e beleza para interpretar Maria Callas e Cassio Reis dá vida ao jornalista, amigo e admirador John Adams.

Os figurinos são de Sonia Soares, a trilha de Paulo Arguelles, projeções de Paola Soares, luz de Paulo Cesar Medeiros e cenário de Rafael Guedes.

FICHA TÉCNICA
Autor: Fernando Duarte
Direção: Marília Pêra
Elenco: Silvia Pfeifer e Cássio Reis
Figurinista: Sonia Soares
Cenógrafo: Rafael Guedes
Design de luz: Paulo Cesar Medeiros
Trilha Sonora: Paulo Arguelles
Design de som: Alessandro Person
Direção de projeções: Paola Soares
Visagismo: Chico Toscano
Assistente de Marília Pêra: Nilza Guimarães
Assistente de direção: Mayara Travassos
Design gráfico: Ronaldo Filho
Fotos material gráfico: Renata Dillon
Assessoria de imprensa: Will Comunição e Luiz Menna Barreto
Produção executiva: Fernando Duarte
Direção de produção: Cássia Vilasbôas
Produtores associados: Fernando Duarte
Realização: NOVE Produções Culturais

SERVIÇO
CALLAS
Teatro Deodoro – Centro de Maceió
10 / 10 (sábado) às 21h
21 / 10 (domingo) às  19h
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos
Gênero: espetáculo biográfico

Ingressos:
Plateia / frisas / camarotes: R$ 45,00 (meia) e R$ 90,00 (inteira)
Balcão: R$ 30,00 (meia) e R$ 60,00 (inteira)

Formas de pagamento: cash / débito / crédito em até 2 X
Info: 82 3235-5301 / 3317-0865 / 99928-8675 / info@suechamusca.com.br  

 

agenda_data
O espetáculo Viva Raul foi cancelado. A partir de segunda-feira (dia 17/08), será feito o ressarcimento do valor do ingresso, exclusivamente na loja Alethia do Parque Shopping (primeiro andar). A devolução será em dinheiro, mesmo para quem comprou no cartão.
 

O espetáculo Viva Raul foi cancelado.
A partir de segunda-feira (dia 17/08), será
feito o ressarcimento do valor do ingresso,
exclusivamente na loja Alethia do Parque
Shopping (primeiro andar).
A devolução será em dinheiro,
mesmo para quem comprou no cartão.